Mon. May 27th, 2024

Google demite 28 funcionários por se oporem ao novo acordo com Israel Recentemente, na Califórnia e em Nova Iorque, esses trabalhadores protestaram parando o trabalho por 10 horas.

Um grupo de activistas chamado ‘No Take for Apartheid’ lançou esta revolta. Eles estão descontentes com o novo acordo com Israel. Principalmente o Projeto Nimbus. Israel e Google assinaram um contrato no valor de 120 milhões de dólares neste projeto.

Após esse incidente, um aviso foi enviado pelo Google aos funcionários envolvidos no protesto. Mesmo aqueles que apoiam o movimento, mas não participaram diretamente do protesto, recebem avisos do grupo de relações com funcionários da empresa..

Uma declaração interna emitida pelo Google disse aos funcionários: “Tais protestos não têm lugar em nossa organização e não toleraremos tais incidentes”.

Em comunicado sobre os manifestantes, o Google disse: “Interromper fisicamente o trabalho de outros funcionários é contra nossa política e não será tolerado de forma alguma”. Como estes trabalhadores se recusaram a abandonar a área do escritório, apesar dos repetidos pedidos, foram escoltados para fora do escritório por razões de segurança do escritório. Suspendemos temporariamente 28 funcionários supostamente envolvidos no incidente e uma investigação mais aprofundada está em andamento.

By NAIS

THE NAIS IS OFFICIAL EDITOR ON NAIS NEWS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *