Sat. Jun 15th, 2024

Demorou apenas um dia para Sean Combs resolver um processo bombástico em novembro que o acusava de estupro e abuso físico. Por um momento, pode ter parecido que os advogados do magnata do hip-hop conseguiram conter rapidamente os danos à reputação que ele enfrentou.

Mas acontece que os problemas do Sr. Combs estavam apenas começando.

Durante anos, acusações de violência perseguiram Combs, que desde a década de 1990 é conhecido como Puff Daddy e Diddy. As acusações tiveram pouco impacto, no entanto, em sua personalidade pública como uma celebridade rabugenta que era presença constante nas colunas de fofocas, uma marca pessoal cristalizada pelo nome de sua gravadora: Bad Boy. Mas a ação movida em novembro por sua ex-namorada Casandra Ventura – que faz música como a cantora Cassie – pareceu abrir as comportas.

Seguiu-se uma série de outros processos, acusando-o de várias formas de agressão sexual e má conduta. Combs, 54 anos, negou veementemente todas as acusações, mas a denúncia explícita e detalhada de Ventura – e as manchetes que se seguiram – mudou essa narrativa a um ponto que agora põe em perigo o império empresarial de Combs e o tornou um pária. na indústria musical. E uma rusga levada a cabo pelas autoridades federais em duas das suas casas na segunda-feira sugeriu que as autoridades estão a considerar possíveis acusações criminais.

À medida que as acusações contra Combs se acumulavam, os seus negócios lucrativos – que, além da música, incluíam moda, duas marcas de bebidas alcoólicas, um canal de televisão por cabo e uma plataforma de comércio eletrónico – foram ameaçados. E o número de funcionários na Combs Global, sua empresa, é agora uma fração do que era há menos de um ano.

Um acordo com a gigante de bebidas espirituosas Diageo foi a fonte de grande parte da receita da Combs Global e da riqueza de Combs. Mas mesmo antes das recentes acusações, havia sinais de que a colaboração estava a desgastar-se. Combs processou a Diageo em maio passado, acusando a empresa de racismo e de não apoiar uma marca de tequila da qual eram parceiros – alegações que a Diageo negou em documentos judiciais. O processo foi resolvido em janeiro, após vários processos de agressão sexual terem sido abertos, com a Diageo dizendo que cortou todos os laços com ele.

Um ex-executivo da Combs Global que saiu em meio aos processos contra Combs disse que os problemas legais levaram a um êxodo na empresa, com muitos funcionários, entre eles executivos de alto escalão, saindo porque não queriam ser associados à sua marca. não mais. Houve ondas de demissões em meio às consequências para os interesses comerciais de Combs, disse o ex-executivo, e a divisão de bebidas espirituosas – uma importante fonte de renda – foi destruída. (Um representante do Sr. Combs e de suas empresas se recusou a comentar quando questionado sobre a saída de funcionários.)

Combs deixou o cargo de presidente da Revolt, sua rede de TV a cabo e canal online, em novembro.

À medida que seus negócios desaparecem, Combs também se tornou o foco de uma campanha de longa data para responsabilizar homens poderosos da indústria musical por má conduta sexual. UltraViolet, um grupo de defesa das mulheres que convocou a indústria musical por apoiar R. Kelly, recentemente se concentrou em Combs.

“Por causa de Cassie e das outras três mulheres que se apresentaram para contar suas histórias, todos nós agora conhecemos o verdadeiro Sean Combs”, disse Shaunna Thomas, diretora executiva da UltraViolet, em comunicado. “Os acordos de sua marca fracassaram, outros artistas se distanciaram dele e pediram responsabilidade e, embora ele tenha sido indicado ao Grammy este ano, ele não apareceu porque sabia que não seria bem-vindo lá.”

Logo depois que o processo da Sra. Ventura foi resolvido, mais três ações civis movidas por mulheres foram movidas acusando o Sr. Combs de estupro e agressão. Uma mulher que entrou com a ação anonimamente disse que havia sido estuprada por Combs e dois outros homens em um estúdio de gravação de Nova York em 2003, quando ela tinha 17 anos. ela estava com um sócio do Sr. Combs em um lounge na área de Detroit quando o Sr. Combs pediu a ela, por telefone, que viajasse com seu sócio para Nova York em um jato particular.

Jonathan D. Davis, advogado de Combs, escreveu em um processo que a reputação de seu cliente, e a dos outros dois homens acusados ​​no processo, havia sido “irreparavelmente danificada” e que as acusações “resultaram em que eles se tornassem vítimas de o frenesim da ‘cultura do cancelamento’ nos tribunais – muito antes de qualquer prova ter sido apresentada, e com base em alegações não corroboradas.”

Casandra Ventura em 2018. A cantora, que grava como Cassie, acusou Combs de anos de abuso em um processo em novembro. Combs negou as acusações.Crédito…Dia Dipasupil/WireImage, via Getty Images

O processo da Sra. Ventura também acusou o Sr. Combs de tráfico sexual, dizendo que ele pagaria para levar prostitutos até sua localização, instruindo a Sra. Ventura a se envolver em atos sexuais com eles na frente dele.

Em outra ação movida em fevereiro, um produtor musical disse que Combs fez contato sexual indesejado e o forçou a contratar prostitutas e a participar de atos sexuais com elas.

O Sr. Combs negou todas as acusações contra ele. “Alegações repugnantes foram feitas contra mim por indivíduos que buscavam um pagamento rápido”, disse ele em comunicado em dezembro. “Deixe-me ser absolutamente claro: não fiz nenhuma das coisas horríveis que estão sendo alegadas.”

Nos últimos meses, os procuradores federais do Distrito Sul de Nova Iorque têm conduzido discretamente uma investigação, conduzindo entrevistas com potenciais testemunhas sobre acusações de agressão sexual por parte de Combs, de acordo com uma pessoa familiarizada com as entrevistas.

Isso levou a ataques às casas de Combs em Los Angeles e Miami Beach por agentes federais, que foram vistos removendo computadores e outros dispositivos eletrônicos. Combs também foi detido em um aeroporto na região de Miami, aparentemente a caminho das Bahamas com membros de sua família. Os policiais levaram vários dispositivos do Sr. Combs, embora ele não tenha sido preso, segundo uma pessoa com conhecimento do assunto. Um advogado de Combs, Aaron Dyer, classificou as batidas como uma “demonstração excessiva de força” que resultaria em uma “pressa prematura para julgar o Sr.

Foi uma mudança impressionante para o Sr. Combs, que no final de 2023 estava sendo homenageado por sua carreira de três décadas como produtor, executivo musical e showman. Quando o hip-hop comemorou seu 50º aniversário no ano passado, ele foi anunciado como um inovador nos negócios, recebendo uma homenagem de ícone global no MTV Video Music Awards.

Até então, seu legado parecia seguro.

“Isso”, disse ele ao receber o prêmio, “é um sonho que se tornou realidade para mim”.

Source link

By NAIS

THE NAIS IS OFFICIAL EDITOR ON NAIS NEWS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *