Sun. Apr 14th, 2024

A senadora Lisa Murkowski, republicana do Alasca, disse em entrevista divulgada no domingo que não votaria no ex-presidente Donald J. Trump. Ela também não descartou a possibilidade de deixar o Partido Republicano.

Na entrevista, que Murkowski deu à CNN, ela disse que não apoiaria “absolutamente” Trump nas eleições gerais de novembro. Ela disse que gostaria que os republicanos tivessem indicado alguém em quem ela pudesse votar, mas que “certamente não pode apoiar Donald Trump”.

Questionada sobre se poderia deixar o partido e tornar-se independente, ela disse que se considerava “com uma mente muito independente” e acrescentou: “Só lamento que o nosso partido esteja aparentemente a tornar-se um partido de Donald Trump”. Mas ela não respondeu sim ou não, dizendo: “Estou navegando em tempos políticos muito interessantes. Vamos deixar por isso mesmo.

Murkowski, que serviu no Senado por mais de 20 anos, há muito é mais moderada do que muitos republicanos. Entre outras posições que são raras em seu partido, ela apóia o direito ao aborto e há muito critica Trump, inclusive na votação para condená-lo em seu julgamento de impeachment após o ataque de 6 de janeiro de 2021 ao Capitólio.

Mas a maioria dos republicanos eleitos, mesmo aqueles que denunciaram Trump depois de 6 de janeiro, ficaram atrás dele quando ficou claro que ele será o candidato do partido à presidência.

A declaração de Murkowski de que não votará em Trump a coloca na companhia de um pequeno número de proeminentes republicanos anti-Trump, entre eles o senador Mitt Romney, de Utah, e a ex-deputada Liz Cheney, de Wyoming. Tanto Romney quanto Cheney disseram que não votarão no ex-presidente.

Source link

By NAIS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *