Sat. Jun 15th, 2024

Uma tigela de lentilhas e arroz é um alimento reconfortante essencial em tantas culturas, seja no khichdi do sul da Ásia, na mujadara do Oriente Médio ou no fakorizo ​​grego. Não importa a diferença entre as receitas tradicionais, combinar lentilhas e arroz sempre resulta em um prato econômico, farto e infinitamente adaptável, inspirando tantas variações atraentes quanto cozinheiros criativos.



Para Nasim Alikhani, proprietária do restaurante Sofreh no Brooklyn, lentilhas e arroz significam adas polo, uma receita que ela trouxe quando se mudou de Isfahan, no Irã, para Nova York, aos 23 anos.

“Foi minha refeição econômica naqueles primeiros anos nos EUA”, disse ela, uma mistura recheada, perfumada e altamente econômica de lentilhas, arroz e cebola que ela preparou para si mesma quando era estudante e, mais tarde, para sua família quando ela era uma jovem mãe.

Durante o Ramadã, que começa este ano em 10 de março, o polo adas também é um elemento básico para quebrar o jejum. Alguns anos, quando Alikhani era criança, sua família cozinhava centenas de recipientes do prato para distribuir como um ato de caridade, o que é costume durante o mês sagrado.

“É o que você serve quando quer alimentar muitas pessoas”, disse Alikhani.

A beleza da receita é que ela pode ser tão simples ou elaborada quanto você quiser. Alguns cozinheiros misturam pedaços de cordeiro ou carne bovina. Alguns colocam lavash ou fatias de batata no fundo da panela para criar um tahdig crocante. Frutas secas como damascos, ameixas, passas e tâmaras podem adicionar doçura; nozes dão uma crocância. No Sofreh, Dona Alikhani polvilha o prato com manteiga clarificada com aroma de açafrão e água de rosas, que emite um perfume delicado.

Mas esta versão mais minimalista, aquela que ela ainda cozinha em casa, é a que mais agrada a Sra. Alikhani. Nele, ela cozinha as lentilhas e o arroz com apenas um toque de açafrão e canela, depois serve em camadas com cebola caramelizada, tâmaras aquecidas com manteiga e um punhado de ervas frescas. Um bocado de iogurte e, de vez em quando, um ovo frito, bastam para fazer uma refeição completa.

“No restaurante, tenho que brigar com as pessoas para não comerem com fesenjan ou ensopado de carne”, disse ela. “É melhor sozinho.”

Source link

By NAIS

THE NAIS IS OFFICIAL EDITOR ON NAIS NEWS

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *